Luxor – As principais atrações para visitar

As principais atrações para visitar em Luxor, Egito
As principais atrações para visitar em Luxor, Egito

Luxor é uma icónica cidade do Egito e, definitivamente, é um dos lugares que não podes perder numa visita ao país. É o local da antiga cidade de Tebas e é frequentemente caracterizada como um “ museu a céu aberto”, dada a riqueza arqueológica desta região. Entre o Vale dos Reis, o Templo de Hatshepsut ou ainda o impressionante Templo de Karnak, são muitas as razões para incluir Luxor num roteiro pelo Egito. A cidade de Luxor divide-se em duas partes, separadas pelo Nilo – a parte do East Bank, onde vive a população local e o West Bank, onde estão as principais atrações arqueológicas.

Principais atrações para visitar em Luxor
Principais atrações para visitar em Luxor

No East Bank:

  • 1. Templo de Luxor
  • 2. Templo de Karnak
  • 3. Avenida das Esfinges
  • 4. Museu de Luxor
  • 5. Museu da Mumificação
  • 6. Mercado El-Souk

No West Bank:

  • 7. Templo de Hatshepsut
  • 8. Vale dos Reis
  • 9. Templo de Medinet Habu
  • 10. Colosso de Mêmnon
  • 11. Vale das Rainhas
  • 12. Vale dos Nobres
  • 13. Templo de Deir el-Medina
  • 14. Templo de Ramessem

Principais atrações do East Bank em Luxor:

Templo de Luxor

Templo de Luxor
Templo de Luxor
Templo de Luxor
Templo de Luxor

Descoberto em 1884, o Templo de Luxor e é o monumento mais importante da cidade. Foi construído entre 1400 e 1000 a.C. pelos faraós Amenhotep III e Ramsés II. O templo mede 260 metros e foi construído em homenagem ao Deus Amon. Na entrada é possível ver os colossos de Ramsés II e um obelisco.

A melhor altura para visitar o templo de Luxor é ao fim do dia, já que este fica muito mais bonito com a luz do pôr do sol. Este templo fica no East Bank.

Horário – Inverno: Das 6h às 21h | Verão: Das 6h às 22h

Preço – 160 EGP

Templo de Karnak

Templo de Karnak
Templo de Karnak
As principais atrações para visitar em Luxor, Egito
Templo de Karnak

Karnak é o maior templo de todo o Egito e é uma das construções mais impressionantes de todo o mundo. Foi construído entre 2200 e 360 a.c., por vários faraós. Os faraós mais importantes que foram responsáveis pela sua construção foram Ramsés III, Ramsés II e Hatshepsut.

Este templo esteve submerso durante anos e ainda hoje são feitas escavações para recuperar todas as suas infraestruturas. É a segunda atração mais visitada do Egito depois das Pirâmides de Gizé. Este alberga o maior obelisco do Egito, com 27 metros de altura e 340 toneladas de peso, dedicado a Hatshepsut.

No seu interior está o Grande Templo de Amon, entre outros templos menores, algumas capelas e um lago sagrado. O Grande Salão Hipostilo é a grande atração do templo de Karnak – são 134 colunas dispostas ao longo de 2 000 metros quadrados.

Horário – Das 6h às 18h

Preço – 200 EGP

Dica:

À entrada do templo de Karnak existem alguns guias turísticos que oferecem um serviço de visita rápida, aproximadamente 1 hora, por 100 EGP. Achei uma boa opção porque podemos ter uma visita guiada, e aprender alguma coisa sobre este monumento incrível, e depois ficamos com tempo livre para dar uma volta e tirar todas as fotografias.

Mas é preciso ter sorte com os guias! A guia que contratamos chama-se Eleanor e é uma estudante de egiptologia que fala inglês, árabe, turco, espanhol e francês. Gostei muito do seu serviço, ela tinha bons conhecimentos e ensinou-nos a ler alguns hieróglifos. Podem entrar em contacto com ela por whatsapp (+2 011 501 045 92). O preço é de 100 EGP por 1 hora.

No caso de contratarem um guia, podem optar por fazer um tour com os templos de Karnak e o Luxor. Podem negociar um preço com a Eleanor. Se preferirem, podem também contratar um tour diretamente na Viator. Há opções a 7€/ pessoa, para ambos os templos.

Avenida das Esfinges

Avenida das Esfinges
Avenida das Esfinges
Avenida das Esfinges Luxor
Avenida das Esfinges Luxor

Antigamente, os templos de Luxor e de Karnak estavam ligados entre si pela Avenida das Esfinges, um enorme corredor com quase 3 quilómetros de comprimento. Ao longo de toda a sua extensão figuravam 600 esfinges.

Atualmente a avenida ainda existe mas já não tem todas as esfinges. Podem visitá-la tanto no templo de Karnak, como no templo de Luxor, sem pagar nenhum bilhete extra.

Museu de Luxor

Museu de Luxor
Museu de Luxor

O Museu de Luxor retrata a história desta região, desde o tempo da antiga capital Tebas até ao período islâmico. As atrações mais interessantes do museu são a múmia de Ahmose I e Ramsés I (embora haja muitas dúvidas quanto à veracidade desta última).

Horário – Das 9h às 22h

Preço – 100 EGP

Museu da Mumificação

Museu da Mumificação
Museu da Mumificação

O Museu da Mumificação explica todo o processo por detrás da mumificação dos faraós. Não é uma das atrações principais da cidade, mas podes incluir no teu roteiro se tiveres tempo ou interesse. A múmia de Maserharti está exposta no museu e é uma das mais bem preservadas.

Não é aconselhável para os mais sensíveis uma vez que o processo de mumificação pode ser bizarro. Uma das coisas mais chocantes que vais ver tem a ver com a raspagem do cérebro das múmias, com espátulas próprias.

Horário – Das 9h às 20h

Preço – 100 EGP

Mercado El-Souk

Mercado El Souk
Mercado El Souk
Mercado El Souk
Mercado El Souk

O Mercado de El-Souk é um dos mercados locais de Luxor. Aqui poderás ter uma experiência cultural mais intensa. Vais encontrar produtos locais desde frutas, vegetais, carne e especiarias, mas também alguns artefactos e souvenirs. Aconselho vivamente uma visita ao mercado, nem que seja no final do dia. Os mercados são, geralmente, uma boa forma de interagir com os locais.

Sugestão de percurso para visitar o East Bank:

Reserva pelo menos um dia para visitar o East Bank de Luxor. Podes visitar os templos de Karnak durante a manhã e o Luxor ao final do dia. Entre ambos os templos podes incluir a visita a um dos museus ou optar por dar um passeio relaxado no mercado de El- Souk.

Principais atrações do West Bank em Luxor:

Templo de Hatshepsut

Templo de Hatshepsut
Templo de Hatshepsut
Templo de Hatshepsut
Templo de Hatshepsut

Também conhecido como Templo de Deir el-Bahari, o Hatshepsut é um dos templos mais impressionantes de Luxor. Este templo foi projetado pelo arquiteto Sennenmut e é dedicado a Hatshepsut, a única mulher que reinou no Egito durante um longo período de tempo. Diz-se que Hatshepsut ascendeu ao poder no lugar do seu filho, por este ser muito novo para governar. Este, quando cresceu, revoltou-se contra a mãe e mandou destruir todas as suas estátuas.

Horário – Todos os dias das 6h às 19h | Durante o Ramadão das 6h às 17h

Preço – 140 EGP*

*Acrescenta ainda mais 4 EGP para pagar o transporte que leva os turistas desde a entrada até ao templo. Desde o ataque terrorista de 1997 que é proibido entrar no complexo de carro.

Dica:

Este é dos templos mais concorridos do lado oeste por isso o ideal é visitá-lo ou pela manhã, bem cedo, ou por volta da hora de almoço. O ideal é tentar escapar ao período da manhã, que coincide com a chegada da maioria dos tours.

Vale dos Reis

Vale dos Reis
Vale dos Reis
Vale dos Reis
Vale dos Reis

No Novo Império da civilização egípcia, deixaram de se utilizar pirâmides para sepultar os faraós. Isto porque como estes eram enterrados com tesouros muito valiosos, os seus túmulos acabavam por ser alvo de assaltos.

Por esta razão os egípcios começaram a construir túmulos submersos. Na necrópole de Vale dos Reis foram enterrados centenas de túmulos. Neste momento já foram escavados mais de 60 túmulos, mas as escavações continuam e estima-se que existam mais de uma centena por escavar.

No interior dos túmulos é possível ver magníficas pinturas que, geralmente, contam a história da vida do faraó que lá foi sepultado.

Horário – Todos os dias das 6h às 19h | Durante o Ramadão, das 6h às 17h

Preço – 240 EGP*

* permite a entrada em três túmulos que podes escolher a partir de uma lista que muda diariamente. Esta lista é rotativa, uma vez que os túmulos que estão abertos ao públicos vão rodando, para preservar e reconstruir o seu interior.

Para entrar nos seguintes túmulos terás de pagar um bilhete extra. Estes não estão incluídos no bilhete geral:

  • KV9: Ramsés V & VI (100 EGP)
  • KV17: Seti I (1000 EGP)
  • KV62: Tutankhamun (300 EGP)

Templo de Medinet Habu

Templo de Medinet Habu
Templo de Medinet Habu
Templo de Medinet Habu

O Templo de Medinet Habu, erigido por Ramsés III, é um dos templos mais impressionantes da parte oeste de Luxor. Em particular porque, além de estar super bem conservado, ainda mantêm as suas cores muito vivas. Foi dedicado ao Deus Amon e o seu complexo tem vários templos, sendo que o maior é aquele dedicado a Ramsés III.

Horário – Todos os dias das 6h às 17h

Preço – 100 EGP

Colosso de Mêmnon

Colosso de Memnon
Colosso de Memnon

O Colosso de Mêmnon fica numa zona central do lado oeste, onde provavelmente terás de passar, para chegar ao Vale dos Reis. Como fica a caminho, vale a pena fazer uma curta paragem e vislumbrar o tamanho destas enormes estátuas. Estes colossos marcavam a entrada para o complexo de Amenhotep III, que já não existe. Neste momento decorrem escavações que visam reconstruir o templo. O acesso é gratuito.

Sugestão de percurso:

As atrações até aqui descritas para o West Bank são os locais principais que deves incluir no teu roteiro. Se não tiveres tempo para mais, pelo menos visita estas. As atrações seguintes são menos concorridas e, por isso, estão reservadas para quem tem mais tempo.

Qual é a melhor forma para visitar o West Bank?

As atrações do West Bank ficam um pouco afastadas entre si, pelo que ir a pé não é a melhor solução. O mais comum é visitar as atrações a partir de um tour ou com um motorista privado. Outra opção, para quem tiver uma boa preparação física, é alugar uma bicicleta.

No meu caso, recorri a um tour a partir do alojamento onde fiquei. O tour incluía uma visita ao Vale dos Reis, Templo de Hatshepsut, Templo de Medinet Habu e Colosso de Mêmnon, com transporte desde o hotel e um guia. O tour durou meio dia (das 8h da manhã até às 14h) e custou 170 EGP por pessoa. Não era um tour privado, no total éramos 6 pessoas.

Achei fundamental visitar estes locais com o auxílio de um guia. Sem isso, podemo-nos sentir perdidos nos detalhes e vamos acabar por perder uma série de informação pertinente. Além disso, o preço para o tour é razoável.
O guia que nos acompanhou chamava-se Aladdin e já conta com 25 anos de experiência. Fez parte do documentário “The Story of God”, com o famoso Morgan Freeman. É uma pessoa extremamente culta, com imenso conhecimento sobre o Antigo Egito e com muita vontade de o partilhar. Recomendo vivamente o seu trabalho. Se quiserem contratar os seus serviços, deixo-vos o número do Mahmoud (+201100042182), com quem podem contactar, via whatsapp. Expliquem que querem fazer um tour com o Aladdin e ele ajuda-vos a marcar tudo.

Se quiserem fazer um tour privado, ou incluir outras atrações extra, podem também falar com ele e fechar um preço.

Outras atrações do West Bank em Luxor:

Vale das Rainhas

Vale das Rainhas
Vale das Rainhas

É a necrópole onde eram enterradas as rainhas, esposas dos faraós, e conta já com cerca de 80 túmulos. O túmulo mais famoso é o da rainha Nefertari, cuja entrada custa 1400 EGP! Os restantes túmulos do vale são mais acessíveis e, por 50 EGP, é possível visitar um conjunto de três túmulos.

Vale dos Nobres

Vale dos Nobres
Vale dos Nobres

O Vale dos Nobres situa-se perto do Templo de Hatshepsut e é um lugar menos visitado por turistas. Neste Vale eram enterrados os nobres, pessoas ilustres do Antigo Egito, desde os escribas a importantes arquitetos, que projetaram os templos dos faraós.
Apesar de existirem vários túmulos neste vale, não existe um bilhete de acesso único. Para visitar esta zona terás de comprar um bilhete conjunto para dois túmulos à escolha, por 40 EGP. Recomendo o Túmulo de Rekhmire e o Túmulo de Sennefer.

Deir el-Medina

Deir el Medina
Deir el Medina

Deir e-Medina, também conhecida como aldeia dos artesãos, era o local onde os artesãos/ classe operária, eram sepultados. A grande maioria destes pessoas trabalhavam na construção dos túmulos dos faraós. Junto a este vale existe também o Templo Deir el-Medina, e é aquilo que resta desta aldeia operária. O acesso custa 100 EGP.

Templo de Ramesseum

Templo de Ramesseum
Templo de Ramesseum

Templo construído pelo faraó Ramsés II, dedicado ao Deus Amon. Não está nos roteiros principais para uma visita a Luxor mas, se tiveres tempo, vale a pena incluí-lo. O templo era famoso pela enorme estátua de Ramsés II, que entretanto foi destruída. Foi neste templo que se descobriu o famoso papiro com a obra literária “Conto do Camponês Eloquente”.

Procuras um Seguro de Viagem?

Seguro de Viagem IATI
Seguro de Viagem IATI

Fazer um Seguro de Viagem é fundamental, em especial quando estamos a viajar para um destino fora da União Europeia, onde as condições de segurança e saúde são inferiores aquelas a que estamos acostumados. Assim, se procuras um seguro de viagem completo, deixo-te aqui um link a partir de onde conseguirás um DESCONTO de 5% em qualquer Seguro IATI.

Estás a planear uma viagem a Luxor?

Este Guia de Viagem, no formato de e-book, inclui toda a informação necessária para organizares uma viagem ao Egito de forma independente. Aqui vais poder encontrar a informação necessária para planeares a tua viagem (qual a melhor forma de chegar ao país, que meios de transporte utilizar, em que tipos de alojamento ficar).

Inclui ainda roteiros específicos para visitares os melhores destinos do Egito (Cairo, Luxor, Aswan, Hurghada, Deserto Branco, Alexandria Monte Sinai) e três sugestões de itinerário para vários dias (10, 14 e 21 dias).

Além disso, está adaptado para viajar durante a pandemia. Inclui recomendações práticas e sugestões de laboratórios certificados onde podes fazer o teste à COVID-19.

Outros artigos que te possam interessar:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll to Top