Carnaval em Pitões das Júnias

Este ano tive a oportunidade de passar o Carnaval na pequena aldeia de Pitões das Júnias. Esta aldeia transmontana é palco de uma das mais belas cerimónias do Entrudo, como gostam de lhe chamar os aldeões. Por esta altura do ano a praça principal enche-se de visitantes e curiosos, que aproveitam o fim-de-semana prolongado para uma escapadinha. Aqui vais encontrar todas as dicas para desfrutares de um ótimo Carnaval em Pitões das Júnias.

Pitões das Júnias

Pitões das Júnias é uma das aldeias mais bonitas de Portugal

Não é preciso ser Carnaval para visitar a aldeia de Pitões das Júnias. Na verdade, Pitões é por si só um lugar espetacular para visitar em qualquer altura do ano. O turismo rural tem crescido nesta região e são cada vez mais aqueles que elegem esta região para uma escapadinha.

Pitões das Júnias é uma aldeia com cerca de 140 habitantes, localizada no concelho de Montalegre, em Vila Real. É uma das aldeias mais altas de Portugal, com uma altitude de 1100 metros acima do nível do mar. Esta é outra das razões pelas quais Pitões atrai tanto turismo – é muito comum nevar na aldeia, e os turistas não perdem uma oportunidade para ver a Serra do Gerês coberta de branco.

Durante o Carnaval a aldeia enche-se de alegria e os pitonenses resgatam tradições e costumes de um tempo que já passou.

O que fazer no Carnaval em Pitões das Júnias

Ecomuseu Corte do Boi:

O Ecomuseu do Barroso situa-se na Casa Corte do Boi
Ecomuseu-Pitões-das-Júnias-Corte-do-Boi
No seu interior podemos encontrar vários artefactos antigos

O Ecomuseu é uma das principais atrações da aldeia, e pode ser visitado em qualquer altura do ano. É aqui que Pitões das Júnias remonta às origens – o ecomuseu está repleto de artefactos que eram utilizados antigamente, quer na agricultura, como na pastorícia ou até na arte da tecelagem.

Pontualmente realizam-se aqui algumas exposições, que permitem apresentar o trabalho de artistas da região. No Carnaval de 2022 decorria em paralelo uma exposição fotográfica do Carlos Pontes.

O Ecomuseu fica numa antiga casa chamada Corte do Boi.  Antigamente, era aqui que se guardava o boi da aldeia, ou boi comunitário. Quando era necessário fecundar alguma vaca, esta era trazida até este resguardo, para se dar a fecundação. O boi podia ser utilizado por todos os habitantes, segundo algumas regras comunitárias.

Forno comunitário:

Forno-Comunitário-Pitões-das-Júnias
No forno comunitário faz-se uma broa deliciosa
D. Gracinda, a padeira de Pitões

O forno comunitário é outra das grandes atrações da aldeia e um ponto de paragem obrigatório durante o Entrudo. Tal como o nome indica, era nesta casa que se fazia o pão para todos os habitantes. À semelhança da casa do Corte do Boi, todos os pitonenses utilizavam a casa do Forno para preparar as suas iguarias.

Durante o Entrudo, o forno comunitário volta a ganhar vida. A D. Gracinda, proprietária da famosa Padaria de Pitões, abre as hostes à casa. Durante os 4 dias, e com os trajes típicos da região, volta a amassar a massa e, de água e farinha, faz uma broa absolutamente deliciosa. A broa é lentamente cozinhada no forno, tal e qual como se fazia há décadas atrás.

Os visitantes podem comprar a broa, bem como outras iguarias confecionadas pelo D. Gracinda, como a bica, uma espécie de broa com enchidos da região. Absolutamente delicioso.

Largo do Eiró:

Largo-do-Eiró-Pitões-das-Júnias-
É no largo do Eiró que as cerimónias do Entrudo acontecem
Largo-do-Eiró-Pitões-das-Júnias
Um copo de vinho tinto não pode faltar na festa

É no largo do Eiró, também conhecido como praça principal, que acontecem as principais cerimónias do Entrudo. Os habitantes da aldeia fazem uma fogueira no meio da praça (afinal, no Carnaval ainda faz frio) e é em torno deste ambiente acolhedor que tudo acontece. Um dos eventos mais aclamados é a cerimónia dos farrapões. Os farrapões são nada mais do que habitantes da aldeia disfarçados que percorrem as ruas da aldeia ao som dos chocalhos e da folia do Entrudo. A ideia é “assustar” os visitantes sem causar, porém, nenhum dano. Já os pitonenses tentam, a todo o custo, decifrar a identidade daqueles que estão por detrás do disfarce. É por isso que os farrapões têm a cara completamente tapada, normalmente com um tecido branco. No dia de Carnaval costuma haver um concurso, por entre os farrapões, para selecionar o “Farrapudo mais bonito”.

Farrapudos-Carnaval-Pitões-das-Júnias
Cerimónia dos Farrapudos
Farrapudos-Carnaval-Pitões-das-Júnias
Cerimónia dos Farrapudos
Farrapudos-Carnaval-Pitões-das-Júnias
Cerimónia dos Farrapudos

É também no largo do Eiró que acontece o famoso bailarico. No final do dia, os músicos da região agarram na concertina e abrem as portas para a festa que pdoe durar, imagine-se, a noite toda. Por entre um copo de vinho e ao calor da fogueira, os visitantes despem a timidez e juntam-se aos habitantes, para dançar até mais não dar.

bailarico-Farrapudos-Carnaval-Pitões-das-Júnias
Não há Carnaval sem bailarico, pelo menos em Pitões

É também nesta altura que acontecem as desgarradas – uma espécie de cantiga popular em que os intervenientes cantam um para o outro na base do improviso e com um tom provocatório. A desgarrada, ou Cantigas ao Desafio, é uma importante marca da cultura portuguesa.

Mostra de Produtos Locais:

É na sede junta da freguesia, que se situa no largo do Eiró, que acontece também a Mostra de Produtos Locais, uma espécie de feira artesanal onde podemos encontrar algumas das iguarias produzidas nesta região. Além das famosas alheiras e dos deliciosos enchidos, podemos ainda provar o famoso licor ou ainda os crepes, carinhosamente confecionadas pelas mulheres da aldeia. Por volta da hora de jantar há caldo verde para aquecer a alma.

Mostra-de-Produtos-Locais-Farrapudos-Carnaval-Pitões-das-Júnias
Dona Teresa na Mostra de Produtos Locais
Mostra-de-Produtos-Locais-Farrapudos-Carnaval-Pitões-das-Júnias
Crepes e rabanadas fazem também parte do cardápio

Onde comer em Pitões das Júnias

Posta-mirandesa-Farrapudos-Carnaval-Pitões-das-Júnias
Em Pitões das Júnias a especialidade é a posta mirandesa

Em termos de restaurantes, a opção não é muita. Mas garanto-lhe que, por entre o que há, as opções são deliciosas. A Casa do Preto tem serviço de restaurante e, por isso, é possível fazer aqui as suas refeições. O restaurante Dom Pedro é outra opção bastante agradável e mais em conta. O melhor daqui é mesmo a posta maronesa. A Taberna Celta é uma boa opção para comer uns petiscos. Uma visita a Pitões não dispensa uma visita à Padaria de Pitões, onde poderá provar as deliciosas bolas de Berlim.

Se visitar Pitões durante a época do Carnaval, o ideal é reservar com antecedência. Contudo, há tanta opção para petiscar no largo da aldeia que dificilmente terá fome.

Onde dormir em Pitões das Júnias

Na época do Entrudo, os alojamentos esgotam rapidamente e, por isso, convém reservar com alguma antecedência. A Casa do Preto é uma excelente opção – tem quartos simples e acolhedores, com pequeno-almoço incluído. Outras opções são a Casa da Fonte, Casa D’Campo Ferreira e Cantinho Ti Carlos.

Algumas das fotografias apresentadas neste artigo são da autoria de Filipe Sá.

Outros artigos que te possam interessar:

Farrapudos-Carnaval-Pitões-das-Júnias
Farrapudos-Carnaval-Pitões-das-Júnias

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll to Top