As principais atrações para visitar no Cairo, Egito

O Cairo é a capital do Egito e a maior cidade do país. A metrópole localizada nas margens do Nilo alberga cerca de 20 milhões de pessoas, e o número não para de crescer. É a porta de entrada do turismo no Egito e é uma cidade absolutamente fascinante. O caos, o barulho e a confusão abrem as hostes da casa e convidam os turistas para uma alucinante aventura cultural. O Cairo fez parte da minha viagem ao Egito e não pode deixar de estar no roteiro de quem pretende visitar o país. Neste artigo vou mostrar-te as principais atrações para visitar no Cairo, para que não falte nada na tua viagem.

Pirâmides de Gizé

Pirâmides-do-Egito-Gize-Cairo-História-
Piramdies-de-Gize-Egito-Cairo-entrada

As Pirâmides de Gizé são a principal atração da cidade e o principal motivo que atrai turistas ao Cairo. O complexo onde se localizam as pirâmides chama-se Necrópole de Gizé e é uma cidade satélite do Cairo.

É a única das Sete Maravilhas do Mundo Antigo que sobreviveu ao tempo, às guerras e às catástrofes naturais.

Sendo uma atração tão peculiar, escrevi um artigo exclusivo sobre as Pirâmides de Gizé que podes visitar aqui. Nele vais poder encontrar informação sobre como chegar às pirâmides, como comprar o bilhete, bem como algumas dicas imprescindíveis.

Praça Tahir no Cairo

Praça Tahir Cairo Egito

A Praça Tahir, ou Praça da Libertação é a principal praça do Cairo e fica mesmo na baixa da cidade (Downtown). Foi construída em 1860 e representa um importante marco para o país – afinal, esta praça foi palco da revolução que, em 1952, levou à instauração da república no Egito, bem como dos protestos que marcaram a Primavera Árabe, em 2011.

Museu Egípcio no Cairo

museu-egipcio-cairo-egito-atrações

O Museu Egípcio é o principal museu do Cairo. Fica localizado na praça Tahir, bem no centro da cidade. Este museu foi inaugurado em 1902 e alberga as principais relíquias da civilização egípcia, cujo valor histórico é inigualável. São mais de 150 000 peças que não estão todas em exposição, por falta de espaço. As zonas mais famosas do museu são a ala do Tutankhamon, que engloba cerca de 1700 peças retiradas do seu túmulo, bem como a ala das múmias, com os restos de importantes faraós do Egito.

Mercado Khan El Khalili no Cairo

mercado khan el kalili cairo egito o que visitar atrações
mercado khan el kalili cairo egito o que visitar atrações

O mercado Khan El Khalili é o maior mercado do Cairo e é o sítio ideal para comprar souvenirs. São dezenas de ruas paralelas que transbordam de todo o tipo de mercadorias – desde especiarias, roupas, souvenirs, doces, etc. O mercado é gratuito e pode ser visitado em qualquer altura do dia.

Durante o passeio pelo mercado, faz uma paragem no café El Fishwai, um dos cafés mais antigos do Cairo, gerido pela mesma família desde 1773. Outra opção muito interessante é o Naguib Mahfouz Café.

Próximo do Mercado Khan El Khalili existe o parque Al Azhar, um dos poucos espaços verdes do Cairo, com cerca de 28 hectares de árvores e jardins. É o lugar ideal para fugir da azáfama da cidade. A entrada no parque custa 30 EGP e vale muito a pena. Lá dentro existem alguns lugares que servem refeições quentes, pelo que podes almoçar por lá.

Bairro Islâmico no Cairo

O Egito tem uma cultura fortemente influenciada pela cultura árabe a presença do Islão é inegável. Desta forma, uma visita pelo Cairo deve contemplar um circuito pelas principais mesquitas do país. As suas construções são mais contemporâneas e refletem uma história mais recente do Egito.

Mesquita Muhammad Ali

Também conhecida como Mesquita do Alabastro, fica situada no topo da cidadela, no alto de uma colina. O seu interior faz lembrar a Mesquita Azul, em Istambul, o que não é de estranhar uma vez que o Império Otomano também esteve presente no Egito.

Mesquita de Al Rifa’i

Também conhecida como Mesquita Real, por albergar restos mortais da família real, é uma das mais imponentes mesquitas do Cairo.

Mesquita de Sultan Hassan

Construída no século XIV, é uma das maiores imponentes construções islâmicas do mundo.

Mesquita de Sultan Hassan

É a mais antiga do Cairo mas também a maior do Egito.

Bairro Copta no Cairo

bairro copta cairo egito visitar atrações

O Bairro Copta situa-se na zona antiga do Cairo e é considerada a região cristã da cidade, num país onde 90% da população é muçulmana. Esta zona alberga um vasto património histórico e monumental e foi em tempos protegida pela Fortaleza da Babilónia. No seu interior destaca-se a Igreja de S. Sérgio e a de S. Maria, bem como a Igreja Suspensa e o Museu Copta.

Fortaleza da Babilónia

Área cercada por muralhas que engloba o bairro copta. Corresponde à parte mais antiga da cidade e é onde está concentrado o património monumental referente aos cristãos e judeus egípcios.

Museu Copta

Museu que abriga a maior coleção de artefactos cristãos egípcios do mundo. Foi fundado em 1910 por Marcus Simaika Pasa.

Igreja Suspensa

Também conhecida como Igreja Ortodoxa Copta da Santa Virgem Maria, é uma das igrejas coptas mais antigas. Foi construída no séc. III e atualmente é a residência oficial do papa copta.

Igreja de S. Sérgio

Também conhecida como igreja de Abu Sarga, foi construída sob a gruta onde a Sagrada Família se escondeu quando fugiu de Herodes

Igreja de S. Bárbara

Igreja que abriga os restos mortais de Santa Bárbara, morta pelo pai por tentar convertê-lo ao cristianismo.

Sinagoga Ben Ezra

Inicialmente construída para ser uma igreja copta, foi vendida aos judeus em 882 para pagar os elevados impostos cobrados pelo governo muçulmano.

Torre do Cairo

torre do cairo egito atrações visitar

A Torre do Cairo é uma torre de telecomunicações com 187 metros de altura. Foi construída em 1961 e oferece uma vista panorâmica da cidade. A visita pode ser feita em qualquer altura do dia, mas o fim de tarde costuma ser a melhor altura. A torre alberga ainda um restaurante giratório, no topo.

Durante 10 anos a Torre do Cairo foi a maior torre de África.

Para quem tiver mais tempo

Deixo-te aqui duas sugestões, para quem tiver mais tempo na cidade.

Pirâmide de Saqqara

piramide saqqara cairo egito atrações visitar

Saqqara foi a metrópole mais importante de Memphis e é aqui que está localizada a mais antiga pirâmide do Egito, que inspirou mais tarde a construção das pirâmides de Gizé. Normalmente a visita ao complexo de Saqqara é feita em combinação com uma visita a Memphis.

Cidade dos Mortos

Situa-se junto à montanha de Mokattam e é mais conhecida como El’arafa. A cidade dos mortos é o reflexo de uma cidade densamente populada, sem recursos para todos os seus habitantes. Este lugar foi, em tempos, um cemitério, que acabou por se transformar numa cidade improvisada. Uma vez que a falta de habitação é um problema real no Cairo, a população começou a migrar para este cemitério e a viver por entre túmulos e panteões. É uma realidade bastante chocante, um lugar onde a vida e a morte convivem lado a lado. Aqui não há eletricidade nem água potável e os seus habitantes vivem numa situação de extrema pobreza.

É recomendável fazer uma visita com um guia, se pretender entrar no bairro.

Cidade do Lixo

Mais conhecida como Cidade de Zaballin, o bairro de Manshyiat Naser é um dos lugares mais chocantes de todo o Cairo. Este bairro é maioritariamente habitado por cristãos coptas que, devido à sua condição religiosa, são discriminados pela maioria muçulmana e não conseguem encontrar emprego. Por este motivo, acabam por recolher todo o lixo proveniente da cidade do Cairo e ocupam-se da sua separação. Utilizam os restos orgânicos encontrados no lixo para alimentar os seus animais (porcos, cabras) com que estes vão, por sua vez, se alimentar. É um lugar chocante e que requer a presença de um guia para ser visitado.

Deixo-te esta crónica que escrevi sobre a Cidade do Lixo.

Estás a planear uma viagem ao Egito?

Este Guia de Viagem, no formato de e-book, inclui toda a informação necessária para organizares uma viagem ao Egito de forma independente. Aqui vais poder encontrar a informação necessária para planeares a tua viagem (qual a melhor forma de chegar ao país, que meios de transporte utilizar, em que tipos de alojamento ficar).

Inclui ainda roteiros específicos para visitares os melhores destinos do Egito (Cairo, Luxor, Aswan, Hurghada, Deserto Branco, Alexandria Monte Sinai) e três sugestões de itinerário para vários dias (10, 14 e 21 dias).

Além disso, está adaptado para viajar durante a pandemia. Inclui recomendações práticas e sugestões de laboratórios certificados onde podes fazer o teste à COVID-19.

Outros artigos que te possam interessar sobre o Egito:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll to Top